Tente não se atrasar.

Essa primeira dica é a mais básica. Imprevistos acontecem, mas se possível saia com antecedência para evitar atrasos, pois isso não reflete bem na primeira impressão que o recrutador terá de você.

Vá confiante.

O melhor jeito de alcançar isso fica a seu critério. Algumas dicas:
– Vá ouvindo uma playlist de música que te tranquilize ou te deixe inspirado.
– Vista aquela roupa que faz maravilhas para a sua autoconfiança de tão boa que fica em você.
– Use sua postura. Sua linguagem corporal influencia como você se sente.
– Use exercícios de respiração para te ajudar a se acalmar antes da entrevista.

Também é legal estudar a empresa, pois além de demonstrar seu interesse pela vaga para o recrutador, isso vai te ajudar a se sentir mais preparado e diminuir o nervosismo.

Mostre sua personalidade.

Ser extremamente formal na entrevista não vai te ajudar a se destacar dos demais. Você quer ter uma presença marcante, quer que o recrutador lembre de você entre todos os entrevistados. Não se esqueça que ele está ali procurando por um futuro colega de trabalho. Não se reduza a apenas mais um candidato, você tem que mostrar quem realmente é.

O que nos leva à próxima dica.

Saiba falar sobre você.

Uma história interessante não vale nada se ela não for bem contada. Esse princípio se aplica aqui.

Quando você estiver se preparando para a entrevista, não pense apenas sobre qual vai ser sua resposta para a pergunta sobre pontos fortes e fracos. Pense na sua história inteira. Quais são suas experiências de vida e o que elas te ensinaram? Quais são suas paixões? O que te faz interessante? Que experiências você deve destacar?

Um bom jeito de se pensar isso é através da técnica STAR (qual era a Situação? Qual era sua Tarefa? Que Ações você tomou? E quais foram os Resultados?)

E por fim:

No final da entrevista quando o recrutador pergunta se você tem alguma dúvida, lembre-se que essa é sua última chance de deixar uma boa impressão e mostrar que você realmente está interessado e engajado na conversa. Como essa é uma pergunta comum, você pode já ir com algo preparado.

Pergunte informações sobre a empresa que você não encontraria pesquisando na internet, como por exemplo:

“Quais são os principais objetivos da empresa? ”
“Como é a convivência dentro da empresa? ”

Ou até mesmo, pergunte sobre sua candidatura e tenha uma chance de contra argumentar o que o recrutador vê como seus pontos fracos:

“Há alguma coisa no meu currículo ou na minha candidatura que te preocupa? ”
“Existem qualificações que você sentiu falta no meu currículo? ”

Leave a comment