Aconselhamento de carreira tipicamente cai em duas faces da situação: dicas para gerentes tentando encontrar a pessoa perfeita para contratar, e dicas para pessoas tentando ser exatamente isso.

Esse artigo é pras duas, porquê identifica o que – pra mim – tem sido simplesmente a melhor pergunta a se fazer, e a melhor resposta a se ouvir, também.

“O que você fez para se preparar para essa entrevista?”

Eu mesma tenho usado essa questão por anos, e ah, as respostas que eu ouvi – as boas, as ruins e as feias – são sempre tão reveladoras.

“Eu tenho te stalkeado há três dias”, uma respondeu, nessa ocasião sendo entrevistada para ser minha assistente executiva.

Adivinha? Eu amei. Especialmente quando ela descreveu o que o stalking envolveu: ler virtualmente tudo o que ela pôde encontrar sobre mim, e ler tudo o que eu já tinha publicado, incluindo dois livros.

Como resultado, ela veio para a entrevista não pronta para falar simplesmente sobre as qualidades que ela possuía para a vaga, mas também para dividirmos interesses, valores, e talvez – e o mais impressionante – a parte intelectual do meu trabalho de vida.

Outro candidato para a posição teve essa resposta impressionante: “Eu chequei todas as suas plataformas sociais, e tentei entender sua estratégia de comunicação, e agora poderia te sugerir como mudar ou refinar isso. Eu também avaliei os planos de marketing em que você tem apelo para o lançamento do seu próximo livro, o que me fez chegar em um par de questões.” – ela abriu sua pasta para revelar uma lista cheia delas.

Uou! Você acabou de chegar na entrega à domícilio. Pedido anotado!

Outras respostas foram menos impressionantes.

Um candidato ficou em silêncio por um longo momento, e tentou, “Bem, eu dirigi aqui noite passada com o meu namorado para garantir que eu não ia me perder hoje.”

Outra falou: “Eu li seu Wikipedia.”

As duas respostas foram melhor do que nada, mas de longe incapazes de demonstrar o tipo de paixão e curiosidade – e mais importante – desenvoltura que eu estava procurando.

Olha, por aí tem um monte de ótimas perguntas para entrevista que você pode achar. E não há dúvidas de que – se você é um gerente que recruta, você precisa perguntar um bocado delas, e checar boas referências. Mas essa simples questão se provou eficiente pra mim muitas e muitas vezes.

Metade da batalha no mundo dos negócios é se preparar. Se você está fazendo perguntas em uma entrevista, tenha certeza que pessoas que você contrata não tenham que aprender isso no trabalho. E se você as está respondendo, prova que já sabe disso.

 

Suzy Welch é uma contribuinte da CNBC, e autora de alguns best sellers no mundo dos negócios, incluindo “10-10-10″: A Life Transforming Idea”, “The Real Life MBA” e “Winning”.

Texto original em inglês: https://www.cnbc.com/2016/12/20/suzy-welch-best-interview-question-to-ask.html

 
Esse post é feito em parceria com a Estágiotrainee.com

Leave a comment