Procurar emprego desempregado pode ser bem estressante. Não importa o motivo pelo qual você não esteja trabalhando, provar o seu valor para recrutadores pode parecer impossível sem um trabalho ativo e conquistas atuais para se respaldar.

“Conseguir um trabalho é quase sempre mais fácil quando você JÁ TEM UM TRABALHO.”- comenta Suzy Welch.

Welch conta à CNBC que um candidato desempregado pode fazer um recrutador ficar desconfiado sobre sua capacidade de entrega no trabalho. Mas comenta que uma explicação sincera da situação – acompanhando de uma boa entrevista e demonstração de habilidades – ainda podem provar que você é a escolha certa para aquela posição.

 

 

Abaixo, você confere dicas de como se sair nessa situação tão comum para quem está desempregado:

1. Ser Demitido
Se você foi demitido de um trabalho devido à um erro que você cometeu, Welch orienta que a melhor forma de falar sobre isso é assumindo seu erro.

“Seja franco e conciso”, ela diz. “Você pode dizer, ‘Eu perdi meu trabalho depois que extrapolei um prazo de entrega, e nós perdemos um cliente em função desse atraso.'”

Pode ser doloroso dizer isso alto, mas os recrutadores irão apreciar sua honestidade. Se você optar por esse approach quando falar sobre o seu atual desemprego, Welch diz que você deverá imediatamente já emendar seus aprendizados dessa experiência (vulgo seu erro fatal). “Adicionar, ‘Eu garanto que isso não acontecerá novamente,’também não vai machucar”, ela diz.

2. Ser Despedido
Sejam reestruturações ou cortes de budget, Welch alerta que isso não te deixa 100% limpo com os potenciais recrutadores.

“Um gestor”, ela diz, “vai se perguntar, ‘Por quê essa pessoa foi selecionada para esse corte? Será que é baixa performance?'”

Como sempre, você deverá ser transparente com o entrevistador e abertamente falar da situação. Welch recomenda que dizer algo como “Cerca de 20% de nós fomos cortados. Você pode estar se perguntando o por quê de eu estar entre esses 20%, eu mesmo me perguntei isso.”

Se sua performance de fato foi determinante para você estar nessa situação, Welch diz que você deve detalhar o quê você fez para cobrir ou melhorar suas habilidades – seja um curso online ou conseguindo um certificado.

“Você tem que deixar claro que o recrutador entenda que enquanto você esteve desempregado, você não ficou inativo.”, ela diz.

Welch recomenda que você mostre que o período que esteve sem emprego, esteve trabalhando para se tornar uma versão melhor de você mesmo, seja através de cursos online, empreendendo em algo ou através de uma atividade voluntária. Se você não fez nada disso durante o seu período desempregado, então ela orienta que você comece a construir habilidades e vivências imediatamente.
“Você deve mostrar que esse período foi de auto-aprimoramento.”, ela explica.

 

 

3. Um Evento de Vida
Se você está passando por um divórcio, sofreu a perda de um ente querido, ou teve que cuidar de algum parente doente ou criança, Welch diz que você deve discorrer sobre isso sem entrar em grandes detalhes.
“Garanta que você esclarecerá que a situação foi resolvida e você está pronto para voltar ao trabalho com tudo.”, ela diz.

Procurar por um novo trabalho enquanto desempregado pode ser estressante – não há nada para te distrair enquanto aquela resposta não vem. Mas Welch diz que se sentir constrangido ou frustrado é normal. Não se abata – mas não caia no vitimismo.
“Sua melhor defesa é um ataque honesto, sobriedade e positividade,” ela diz. “Com isso, eventualmente você vai encontrar esse novo trabalho.”

Suzy Welch é a cofundadora do Jack Welch Management Institute e jornalista, comentarista de TV e palestrante.

Quer ver o artigo original?
https://www.cnbc.com/2018/02/05/suzy-welch-how-to-talk-about-being-unemployed-in-a-job-interview.html

Agora, se você quer saber o que é que os gestores estão perguntando na sua próxima entrevista, é muito fácil:
http://www.meuentrevistador.com.br

 

Esse post é feito em parceria com Estágiotrainee.com

Leave a comment